quarta-feira, agosto 30, 2006

Não há segurança na Caixa

Conversando no msn com um amigo lulista, o papo decorreu para o caso do Francenildo, o caseiro vilipendiado pelo governo Lula. Me indignei quando ele achou muito natural a quebra de sigilo bancário sem autorização da justiça. Ele, que trabalha na Caixa, falou que os funcionários de lá vivem cometendo esse delito. Uma absurdo. Você que tem uma conta na Caixa Econômica está refém do Governo Federal e de outros elementos que lá trabalham. Outro ponto importante que me deixou indignado é ele achar certo que isso seja feito contra um caseiro que ia depor contra o governo mas não ser feito o mesmo para abrir a conta de corruptos como José Dirceu, Palocci, Duda Mendonça, Berzoini, João Paulo Cunha e outros amigos de Lula. Para ele, esses devem ser intocaveis, tudo pela "causa". É mais ou menos a opinião do ator Paulo Betti, de que se enfiar na merda é necessário. Eu discordo de que os fins justificam os meios, para mim, se os meios foram indignos o final torna-se podre. Hoje, Francenildo passa por muita dificuldade financeira, ele é um dos ex-eleitores de Lula que acreditaram na promessa de dez milhões de empregos e de que em seu governo, corrupto não entraria.

Jogo real da política?

Os políticos venais - “o que se tem” - não fizeram fila na rampa do Planalto pedindo mesada para votar com o governo. Foi o partido do presidente que os procurou, diretamente ou por interpostos cúmplices, para mudarem de sigla ou, ficando onde estivessem, apoiassem as suas propostas. O suborno sistemático de deputados - chame-se mensalão, valerioduto, uso de recursos não contabilizados, o que se queira - foi a indelével e, pela amplitude e freqüência, inédita marca de Caim do “jogo real da política” jogado na era Lula. Em benefício dele e do seu partido, por iniciativa de sua gente, pouco importando, a esta altura, se com ou sem o conhecimento do chefe, ou, por que não?, com ou sem o seu incentivo.

Resultados de pesquisas

Ontem foram divulgadas duas pesquisas sobre as eleições para presidente, a Sensus e a Datafolha. Na primeira, mostra-se que Lula cresceu dois pontos e que Alckmin caiu mais um pouco, na segunda, Lula subiu um ponto e Alckmin subiu dois. Na Sensus Geraldo aparece com 19% enquanto que na Datafolha ele aparece com 27%. Por que resultados tão díspares? Resultados tão diferentes assim não ficam na margem de erro. O que é fato é que o instituto que promove a pesquisa Sensus é do irmão de Duda Mendonça, o que a torna menos confiável. Mas de qualquer forma, ambas indicam que Lula cresceu, o que mostra que o povo está acreditando nas mentiras que ele anda falando no horário eleitoral.

terça-feira, agosto 29, 2006

PDT e a social democracia

Ontem assisti no horário eleitoral os candidatos a deputado federal do PDT pregando moratória de dívidas e reestatização de empresas privatizadas. Na hora me lembrei do blog Estados Gerais do Senhor Mostardinha, em que ele afirma que este partido é o único associado à internacional social democrata e portanto o único partido social democrata do Brasil.

Ponderei então, será que a social democracia internacional prega esse tipo de atitude. Vejo pelos países europeus que nenhum segue preceitos de inchamento de máquina como os que o PDT prega. Dessa forma, será que associar-se à internacional o torna um partido social-democrata?

O PSDB, este sim é um partido que segue os preceitos da social democracia, a chamada terceira via. Por isso creio ser besteira essa associação à internacional. De que adianta uma organização dessas que prega uma coisa na Europa mas que aceita no Brasil um partido como o PDT, que prega o inchamento do estado, o fechamento comercial, moratória de dívidas e reestatização de empresas privatizadas?

segunda-feira, agosto 28, 2006

Apesar de você amanhã há de ser novo dia

No Amapá a eleição está esquentando e o clima está tornando-se algo parecido com os anos de chumbo da ditadura militar. Com a força do coronelismo, José Sarney tenta a todo custo censurar os blogs que se posicionam contra sua candidatura. O blog da Alcilene Cavalcante foi dos primeiros a ser censurado, chegou a ser tirado do ar. Leia mais na reportagem Coligação de Sarney entra com ações na Justiça até contra blogs no Amapá.

Não é novidade as tentativas de censura por parte do governo Lula e seus aliados. Para quem não sabe, Sarney, assim como Jader Barbalho e Newton Cardoso, é um grande aliado do candidato a presidencia. Desde o inicio de seu mandato o petista têm tentado promulgar leis de censura aos meios de comunicação como a Ancinav e a CFJ. As ultimas tentativas são as censuras aos blogs e a luta para tentar tirar do ar o Orkut. Leia mais sobre as tentativas de censurar os meios de comunicação no artigo Absolutimos Chavista.

Entrevista no Jornal da Globo

Geraldo Alckmin será entrevistado hoje, segunda-feira (28/08), no Jornal da Globo. O candidato da coligação "Por Um Brasil Decente" (PSDB - PFL), que tem comparecido a todas entrevistas e debates que é convidado, será o primeiro a participar do ciclo que o telejornal inicia.

sexta-feira, agosto 25, 2006

Economia no governo atual

Lula estava certo quando em entrevista ao Jornal Nacional anunciou que a única coisa que cai em seu governo é o salário. Como pôde ser visto na pesquisa do IBGE divulgada ontem, o desemprego está aumentando e a renda está caindo. Ou seja, o governo Lula não está aproveitando a boa sorte de um período de prosperidade mundial. Imagina então ano que vem, quando uma crise está mais que certa, devido aos sinais de problemas na economia americana.

Estima-se que só de investimentos diretos nos setores de energia, rodovias, telefonia e mineração o Brasil tenha perdido nesses três anos de governo Lula 40 bilhões de dólares. Isso por causa do sucateamento das agências reguladoras. Investir nessas áreas no Brasil tornou-se inseguro, pois não se sabe mais quando as regras vão mudar. Se as agências continuassem com seu poder e independência, os investidores teriam a garantia de que situação semelhante à da Bolívia não ocorreria no Brasil.

O governo Lula, além de contigenciar verbas de segurança, saúde e educação, contingenciou as verbas dessas agências em 80%. Além disso o abandono do agronegócio e o desleixo na fiscalização sanitária, que também teve verbas contigenciadas, trouxeram um prejuízo enorme. Todos esses contigenciamentos realmente foram necessários para garantir um superavit, uma vez que o governo Lula abusou no aumento de gastos administrativos, contratações desnecessárias e corrupção.

Com tantos aumento de gastos, o governo Lula teve ainda que aumentar a carga tributária. Esse mês tivemos mais um recorde na taxação, chegando a 37,7% do PIB. Tudo isso não está conseguindo manter a máquina governamental do PT. Esse talvez seja mais um motivo para a estagnação da economia. Dinheiro nosso mal gasto.

quinta-feira, agosto 24, 2006

Lula abusa nos gastos públicos

Sem poder contar com um volume expressivo de receitas extraordinárias e começando a enfrentar o peso do aumento do funcionalismo público nas despesas, o governo federal fez em julho o menor superávit primário do ano: R$ 2,931 bilhões. O número representa uma queda de 50,4% em relação a junho, e de 38,4% sobre o mesmo mês de 2005. O resultado reflete o atual drama das contas públicas: as despesas crescem num nível bem acima do registrado pelas receitas.

Num momento em que os Estados Unidos começa a dar sinais de crise, o que causaria uma crise mundial, o governo Lula, ao contrário de reforçar a política de responsabilidade fiscal iniciada no governo Fernando Henrique, começa a abandoná-la. Isso pode causar desconfianças por parte do mercado internacional e possiveis ataques especulativos em caso de crise. É bom estar atento para os últimos passos desse governo, pois o próximo que vier sofrerá as irresponsabilidades do atual.

quarta-feira, agosto 23, 2006

Estradas federais estão abandonadas

A fiscalização realizada pelo Tribunal de Contas da União (TCU) na "Operação Tapa-Buracos", lançada com estardalhaço pelo governo federal, revela que praticamente metade (47%) da malha federal continua em mau estado. O TCU constatou em seu relatório que os recursos da CIDE- Imposto dos Combustíveis- não são integralmente aplicados nas áreas previstas e que "esse saldo de recursos disponíveis seria mais do que suficiente para dotar toda a malha rodoviária federal de boas condições de uso". O relatório indica também que, segundo dados do DNIT, seriam necessários R$ 1,5 bilhão por ano, durante quatro anos, para manutenção das rodovias brasileiras. O ministro Nardes informa que "o TCU fiscalizou 103 itens do programa, que correspondem a 40,4% do total, sendo que em 47,5% das fiscalizações foram encontradas irregularidades que ensejam a paralisação da obra e somente 7,9% das obras vistoriadas não apresentaram nenhuma irregularidade".

domingo, agosto 20, 2006

Avaliação do governo Lula

Na área econômica, agiram com responsabilidade. O que foi definido em 1999 ficou: câmbio flutuante, superávit fiscal, Lei de Responsabilidade Fiscal, definição da taxa de juros em função de uma meta de inflação. No que diz respeito à abertura da economia, nós paramos. Na negociação comercial, não fizemos nada. Minha avaliação não é negativa nessa área. Na área social, o Bolsa-Família juntou o que já havia antes, mas tirou o nervo. Quando se faz um programa dessa natureza, não é só dar o dinheiro. É dar dinheiro para melhorar. Mas os requisitos diminuíram. Na saúde, não houve nenhum avanço importante. Na Previdência, o déficit é preocupante. A média de salário mínimo real do governo Lula, tirando esse último, é igual à do governo Fernando Henrique. Lula aumentou no último ano para ter impacto eleitoral. É uma esperteza. Não tenho uma avaliação negativa no conjunto das coisas. Acho que faltou comando, faltou rumo, mais eficiência na administração. Critico muito o aparelhismo de Estado, a nomeação indiscriminada. E esse sentimento de verdadeiro ou falso, de desorganização e de corrupção.

sexta-feira, agosto 18, 2006

PT manda espancar trabalhadores

Cerca de dez trabalhadores de uma indústria química de Sumaré foram espancados por seguranças do Partido dos Trabalhadores (PT) e colocados para fora do Clube Juventus, na Mooca, onde o presidente Luiz Inácio Lula da Silva se reunirá em instantes com sindicalistas ligados à CUT. O grupo de dez trabalhadores levou faixas com a inscrição 'Lula cumpra sua promessa' para exibir ao presidente. Lula tinha prometido ajudar o grupo a obter seus direitos trabalhistas, já que a empresa onde trabalhavam faliu. Eles tinham relatado o problema ao presidente, que se comprometeu a ajudá-los. Como isso não aconteceu até agora, os trabalhadores decidiram protestar, aproveitando a presença do presidente em São Paulo.

quinta-feira, agosto 17, 2006

Improbidade administrativa

Ao contrário do que disse o candidato Lula ontem, o Palácio do Planalto utilizou-se de indicações políticas para ocupar cargos de destaque dentro do Banco do Brasil. Uma dessas nomeações, por sinal, gerou um caso rumoroso envolvendo favorecimento ao partido do presidente. Henrique Pizzolato, que foi um dos coordenadores financeiros da campanha de Lula à Presidência em 2002, foi nomeado no ano seguinte para a gerência de Marketing do Banco do Brasil. Nessa condição, determinou que o banco comprasse R$ 70 mil em ingressos para um show da dupla sertaneja Zezé Di Camargo e Luciano. Detalhe: o evento, que aconteceu em julho de 2004 na churrascaria Porcão, em Brasília, serviria para levantar recursos para a construção da sede do PT. Na ocasião, os diretores do BB foram acusados de improbidade administrativa.

Lula ofende os brasileiros

Em sua campanha na televisão, Lula ofende o Brasil. Seu jingle afirma que este é um país de muitos Lulas. Ou seja, ele afirma, que muitos brasileiros são preguiçosos, não trabalham duro, de forma a se aposentar com poucos anos de trabalho. Afirma que os brasileiros são presunçosos e que acham estar preparados para ser presidente apenas por ter uma origem humilde. Afirma que os brasileiros passaram 20 anos atrapalhando o Brasil, votando contra as reformas que colocaram o Brasil nos trilhos, recebendo uma polpuda aposentadoria (Sem terem trabalhado) de quatro mil reais. Além disso afirma que os brasileiros não se preocupam em estudar de forma a estar mais preparado para suas ambições.

Um recado para Lula: Não sou como você. Eu trabalho muito para pagar meus estudos. Luto para crescer na vida e ajudar meu Brasil crescer.

terça-feira, agosto 15, 2006

Lula, um "mal exemplo" para os ministros

Graças ao "mal exemplo" dado po Lula, os ministros se sentem à vontade para descunprir a lei eleitoral (9.504/97).A avaliação é do dep. Antônio Carlos Pannuzio (SP), para quem o projeto da reeleição transformou os ministros Tarso Genro (Relações institucionais), Marco Aurélio (Acessor especial sa Presidencia para assuntos internacionais) e Luiz Duilci(Secretaria degar da Presidencia)em ''cumplices'' do presidente no desrrespeito a legislação. Ao transformarem a Esplanada em palco de articulações para reeleição do petista , os três esqueceram uma proibição básica: funcionãrios públicos não licenciados não podem trabalhar para comitê de campanha, partido ou coligação política no horário de expediente.

Lula relembra conquistas do PSDB

Até o candidato Lula lembrou das realizações do PSDB quando, em seu programa no horário eleitoral, mencionou a "inflação controlada e a estabilidade garantida". Só esqueceu de dizer que essas foram conquistas do Plano Real, no governo tucano. Quando afirmou que "os juros caem", Lula também não lembrou que o Brasil tem uma das taxas mais altas do mundo. O candidato disse ainda que "em termos quantitativos, alguns países cresceram mais que a gente, mas nenhum cresceu com tanta qualidade". Lula preferiu dizer "alguns", pois se fosse listar todos os países da América Latina, só não mencionaria apenas o Haiti. Pois todos os outros países tiveram um crescimento maior que o brasileiro no ano passado.

Terrorista do PT

O candidato anti-Chuchu é parceiro político das Farc, colaborador da subversão comunista e mentiroso pego em flagrante inúmeras vezes, a começar por aquele documentário no qual, entre amigos, ele confessou que falsificava as estatísticas de pobreza para enganar os eleitores. Mais tarde, também num círculo discreto, admitiu que governava o Brasil em parceria secreta com estrangeiros e que ajudou Hugo Chávez, por baixo do pano, no referendo venezuelano de 2003. Só essas declarações já bastam para provar, acima de qualquer possibilidade de dúvida, que é um tipo amoral, maquiavelista cínico, indigno de confiança. Se recebeu ou não cinco milhões de dólares das Farc, é coisa que se discute; mas é certo que seu governo concedeu ilegalmente asilo político ao autodeclarado portador do dinheiro, o que só pode ser compreendido como retribuição de favor ou como generosidade arbitrária praticada em prejuízo das leis - Por Olavo de Carvalho

segunda-feira, agosto 14, 2006

Lula corta investimentos no Nordeste

O governo Lula em três anos investiu R$ 1 bilhão a menos no Nordeste do que foi investido nos dois ultimoa anos do governo anterior. É possível ver como o investimento público na região foi sensivelmente reduzido em diversas áreas, mesmo sem atualizar os valores nominais e comparando com um período maior do governo petista.

Os investimentos em transporte ferroviário passaram de R$ 370 milhões para R$ 33,8 milhões. Na energia elétrica, de R$ 225,5 milhões para R$ 197 milhões. A irrigação caiu de R$ 225,2 milhões para R$ 129,8 milhões.

A extensão rural passou de R$ 168,7 milhões para R$ 45,8 milhões, enquanto o controle ambiental sofreu redução de R$ 258,3 milhões para R$ 122 milhões. Para preservação e conservação ambiental do Nordeste, o governo Lula praticamente mutilou os pagamentos: de R$ 65 milhões para só R$ 4,4 milhões.

Áreas fundamentais como habitação e educação infelizmente também foram deixadas de lado. O Nordeste, que antes foi beneficiado com R$ 404 milhões para habitação urbana, recebeu apenas R$ 190,4 milhões de Lula. Os investimentos no ensino médio foram cortados drasticamente: caíram de R$ 255,7 milhões para R$ 60,9 milhões.

domingo, agosto 13, 2006

Juizes camaradas

"... Um exemplo claro disso foi o escandalo do mensalão, que desmascarou boa parte da cúpula do partido dos trabalhadores. Esse escandalo não foi descoberto pela polícia federal nem pela controladoria geral da república. Para proteger seus aliados de serem investigados nas CPIs, Lula conseguiu que Nelson Jobin, seu amigo e presidente do Supremo Tribunal Federal na época, concedesse liminares proibindo a quebra de sigilo bancário dos investigados. Não só nessa CPI, como em várias outras ... "

Leia texto completo em Juizes Camaradas

Lula e Sanguessugas desde 80

Segundo Lula, os petistas e representantes de partidos da base governista não devem ter medo de discutir e debater ética com os oposicionistas, porque a corrupção não nasceu no governo dele.
O presidente declarou ainda que o esquema dos sanguessugas começou nas décadas de 80 e 90, e afirmou que o seu governo está tirando a poeira de debaixo do tapete. Cerca de 80% do que foi desvendado agora de corrupção começou em 80, 85, 87, 90 e 92, declarou Lula em comício em Niterói.
Já que ele sabia, Não foi capaz de fazer nada para reverter essa situação?
Simplesmente ja estava acomodado com a corrupção, isso quando não diz que não sabia.

sábado, agosto 12, 2006

Lula combate a ética

Deve ser mesmo muito dura a vida do presidente Lula. Na noite de sexta-feira (11/8), em comício no Rio, o presidente desabafou: os adversários virão com "historinha de ética", Realmente, deve ser muito complicado ter de falar de ética depois de perder, em três anos, a companhia de amigões éticos como Palocci, Zé Dirceu, Delúbio, Genoino, Silvio Pereira, Gushiken, entre tantos outros. Aliás, Lula, o comandante da tropa, já tinha avisado na entrevista ao Jornal Nacional que seu governo "combate a ética". Para Lula e seus companheiros éticos, mensalão e sanguessugas são assuntos menores, que não afetam o dia-a-dia do povo. E o presidente deu um recado aos militantes presentes no comício: "não levem desaforo para casa". Por que será que para o PT discussões sobre ética são sinônimos de desaforos?

Quadrilha petista

Um dos problemas de Lula é que ele não tem defesa possível, porque não pode dizer que seus companheiros de partido e de governo são inocentes. Nunca o faz, aliás. Limita-se a duas canhestras tentativas de tirar o corpo fora:

1 - Entrega os companheiros, sempre que apertado. Anteontem, repetiu a manobra, com uma agravante: misturou até Antonio Palocci no saco geral da "quadrilha", quando Palocci é acusado de outro crime (quebra de sigilo).

2 - Repete, com outra formulação, mas o mesmo sentido, a tese daquela famosa entrevista de Paris, em que afirmou que o PT só faz o que todos os outros fazem "sistematicamente". É o mesmo que dizer: o PT é, sim, uma "quadrilha", mas há outras "quadrilhas" por aí. Tem mais: "quadrilhas" que ele diz agirem desde pelo menos 1985, ou seja, desde o governo de seu agora grande aliado José Sarney.

Posto de outra forma, é a confissão, ainda que tardia, de que o partido e o dirigente que enchiam a boca para se dizerem monopolistas da ética e da moralidade pública não passam de uma baita fraude.

Por Clóvis Rossi

Lula mente que nem sente 2

Confira a seguir os principais erros e mentiras do candidato presidente:

1 ) Mentira ou ignorância ? Um dos erros mais graves foi a afirmação de que a Controladoria Geral da União (CGU) foi criada no governo Lula. A CGU foi criada pelo ex-presidente FHC em 2 de abril de 2001 e a primeira ministra foi a Dra. Anadyr de Mendonça Rodrigues. Lula referiu-se a tal órgão no meio de uma das dezenas de explicações que lhe foram cobradas sobre as centenas de casos de corrupção de seu governo.

2 ) Renegando seu passado...Ao ser questionado sobre o seu comportamento no passado, em que pedia CPI e punição diante de qualquer denúncia, e a resistência em demitir Dirceu e Palocci, Lula foi categórico: Você deve estar me confundindo com outra pessoa. Além de rejeitar o passado, Lula agora disse que afastou os seus dois principais ministros. Mentira, pois tanto Palocci quanto Dirceu permaneceram no cargo agonizando diante do crescimento das evidências até que tiveram de deixar seus postos para preservar o governo. E o fizeram pedindo o afastamento em carta ao presidente da República.

3 ) Mentiu para o amigo também. Quando perguntado sobre o caso envolvendo seu nome e o do amigo Paulo Okamotto, o presidente continuou com uma explicação totalmente inexplicável. Primeiro, disse que Okamotto deveria descontar na rescisão do contrato com o PT. Depois, mudou e disse que não pagou porque não havia dívida.

4 ) Não sabe nem o tamanho do país que governa. Lula recuou em suas promessas de campanha nas quais afirmou veementemente que cuidaria das fronteiras brasileiras. Talvez por não saber nem qual é a dimensão territorial do Brasil. Lula afirmou que o Brasil tem 17 milhões de km de fronteiras. Na verdade, são 23 mil km de fronteiras, sendo 15,7 mil km de fronteira seca e 7,3 mil km de marítima. E ainda confundiu números: 8,5 milhões de quilômetros quadrados é a extensão territorial do Brasil, não 9 milhões de fronteiras terrestres.

sexta-feira, agosto 11, 2006

A hora de mostrar o patriotismo

Como se sabe, O Brasil é o único país do planeta que estaciona quando há a Copa do Mundo de futebol. No Brasil, se joga o melhor futebol do mundo, com direito à exportação seqüencial de craques. O futebol virou um ótimo negócio, embora a realidade do atleta em regiões distintas do país seja uma tragédia.O povo entra em transe, veste-se de amarelo-manga, pratica todos os excessos possíveis para justificar não apenas a vitória do selecionado mas também uma forma de compensar suas frustrações sucessivas, secretas e emergenciais. Isso é patriotismo? Então, por que não se veste de amarelo-manga para protestar e agir contra o desaparecimento da região amazônica, a extinção da Mata Atlântica, a cadeia mais complexa de corrupção instaurada pelo autoritário governo Lula, o desemprego, a violência, a impunidade generalizada, o crescimento econômico nanico, a carga tributária aviltante?

Lula mente que nem sente

Em entrevista ao Jornal Nacional, Lula gastou-se de tanto mentir. Perguntado sobre seus novos aliados, que outrora ele criticava tanto como Jader Barbalho, Newton Cardoso e outros, o candidato do PT afirmou que já esteve ao lado deles na luta pelas Diretas. Mentira! O PT não quis lutar ao lado de nenhum outro partido, fez seu próprio comício, enfraquecendo a luta por este direito. Outra mentira, foi quando afirmou que o governo dava total independência às CPIs e orgãos ficalizadores para investigar a corrupção em seu mandato. Mentira pura, o PT tenta de todas as formas castrar o poder das CPIs na quebra de sigilos bancários dos acusados. No entanto, de um probre caseiro, que nem réu era, quebraram o sigilo sem permissão judicial. A pior de todas então foi afirmar que o PT não continua o programa economico do governo anterior. Isso que eu gostaria de entender, o que foi que mudou nos rumos da economia?

quinta-feira, agosto 10, 2006

Má gestão pública

Neste mandato de Lula o contribuinte será obrigado a cobrir o buraco contábil de 9 bilhões de reais do fundo de pensão dos funcionários da Petrobrás. Esse dinheiro daria para fabricar quatro plataformas de petróleo, construir duas refinarias, financiar o bolsa família por um ano e pagar vinte vezes a operação tapa-buracos. Ou seja, essa conta toda será cobrada dos brasileiros que não têm nada a ver com a má administração do fundo. Não há retrato mais fiel do descaso com que o dinheiro público é gerido no Brasil.

Crescimento quase nulo

Mesmo com o cenário externo favorável, o governo Lula não conseguiu fazer a economia crescer. Com os juros reais mais altos do mundo, não sobrou dinheiro para o setor produtivo e para investir em áreas que deveriam ser prioridade de qualquer governo. Enquanto no governo Fernando Henrique a taxa real de juros anualizada era de 5,81%, na era Lula é de estratosféricos 12,64%. Com isso, o crescimento brasileiro têm sido pífio, apesar do cenário externo favorável. Em 2005, a economia brasileira só cresceu mais do que a do Haiti, país assolado pela guerra civil. Os juros altos fizeram a economia patinar, de um lado, e de outro provocaram uma explosão da dívida pública, que passou de R$ 1 trilhão. Na gestão passada, o aumento dessa dívida foi de R$ 182 bilhões, valor que atingiu R$ 356 bilhões no governo do PT.

Ataques dessa semana em SP

Alckmin insinua que os ataques em SP tem conotação politica, que seria muita coincidencia tudo isso vir atona em periodo eleitoral. Ele não cita nomes, a polícia irá ivestigar. Essa foi a 3º onda de ataques desde maio desse ano.Para Alckmin trata-se de uma guerra para tentar jogar a opinião pública contra São Paulo, Alckmin diz que Lula foi mole com o crime organizado. O envio de Tropas do exercito proposto governo federal foi autorizado. mas para garantir a segurança nos presidios...
CBN

quarta-feira, agosto 09, 2006

Lula esquece da educação

Na Educação, enquanto o governo Lula contingenciou verbas e atrasou a adoção do Fundeb, o governo FH promoveu a universalização do ensino fundamental para as crianças de 7 a 14 anos. Quase nove milhões de crianças foram atendidas pelo Bolsa Escola. O número dá a dimensão do que a educação representa para o partido: 97% daquelas em idade escolar estavam matriculadas ao fim do governo. Já o número de alunos do ensino médio cresceu 77,5%, passando de 4,9 milhões para 8,7 milhões. Já o Programa de Erradicação do Trabalho Infantil (Peti) atendeu 809 mil crianças e reduziu em 26% o número de trabalhadores infantis. Embora bem-sucedido, o programa não contou com apoio do governo Lula.

terça-feira, agosto 08, 2006

Protesto criminoso

Os ataques terroristas que São Paulo está sofrendo são muito estranhos. Assemelham-se muito aos ataque que ocorrem nas eleições municipais do Rio de Janeiro em que Cézar Maia é favorito. Esse tipo de ataque por exemplo, não acontece nas eleições estaduais no estado onde os candidados do Garotinho são favoritos. O ponto é, o que um criminoso desses ganha atacando postos de gasolina, ônibus e bancos? O que eles estão protestando? Contra quem?

Agricultura caindo

Em 2005 o ministério da agricultura gastou somente 40,2% dos R$ 170,9 milhões previstos para os programas de controle de doenças que atendem às chamadas "atividades-fim" da pasta. Sem contabilizar os "restos a pagar" herdados de 2004, o índice do ano passado cai a 21,7%. Enquanto isso, 59 mercados mantêm barreiras à importação de carne bovina brasileira por causa da aftosa identificada em outubro de 2005 no Mato Grosso do Sul e no Paraná. Outros 38 países também fecharam suas portas ao frango do Rio Grande do Sul em razão da ocorrência da doença de Newcastle no Estado, confirmada no início deste mês.

segunda-feira, agosto 07, 2006

Juiz do PT?

Lendo umas matérias antigas de jornal, achei umas curiosas sobre o inicio do governo Lula. Como todos sabem os juízes do supremo tribunal federal são indicados pelo presidente para posterior apreciação do senado. É costume, que o presidente em exercício indique juízes que possuam ideologias parecidas com as de seu partido. Contudo, nunca eram indicados pessoas que em nada tinha a ver com o poder judiciário. Lula, em sua ânsia por poder indicou nada menos que Tarso Genro e mais outros dois deputados petistas para o cargo de juiz do supremo federal. Chega a ser rídicula a tentativa de bananização de nossa república por parte deste presidente.

Norte e Nordeste

De acordo com o tucano, as regiões Norte e Nordeste ganharão atenção especial em seu governo. "O Norte e o Nordeste precisam crescer acima da média nacional para que possamos reduzir as desigualdades internas", observou, ao afirmar para a líder comunitária Maria Garapa que sua administração criará mecanismos para financiar pequenos produtores rurais.

domingo, agosto 06, 2006

PSDB não dará legenda a acusados

O candidato tucano disse que as denúncias envolvendo compras irregulares de ambulâncias resultam da falta de controle do governo federal sobre os recursos públicos, a qual não está limitada ao ministério da Saúde. "Vamos encontrar isso em vários ministérios. É uma relação autoritária do Executivo com o Legislativo, uma relação fisiológica, baseada no toma-lá- dá-cá", disse. Alckmin afirmou que o PSDB já decidiu que não dará legenda a seus deputados acusados e expulsará quem tiver envolvimento comprovado.

sábado, agosto 05, 2006

O tiro saiu pela culatra

O governo tentou incriminar José Serra no caso das sanguessugas, mas no depoimento de Luis Antonio Vedoin ontem na policia federal, ele atestou que o negócio com as ambulancias só prosperou no atual governo. "Antes ninguém vendia facilidades" disse ele. O empresário não chegou a citar diretamente o nome de Mercadante, mas afirmou que um senador paulista muito ligado ao governo teria intermediado a liberação de recursos para o esquema no governo passado. Ele também teria isentado Romeu Tuma (PFL) e Eduardo Suplicy (PT), os outros dois senadores do estado.

sexta-feira, agosto 04, 2006

Industria brasileira sofre com Lula

Mesmo com o bom momento internacional a produção industrial do Brasil caiu 1,7% em junho na comparação com maio e 0,6% em relação a igual período do ano passado, segundo consta da Pesquisa Mensal Industrial divulgada nesta sexta-feira pelo IBGE. O recuo foi o maior desde setembro, quando a produção diminuiu 2%. A queda de maio para junho foi generalizada, segundo o instituto, e atingiu 17 dos 23 ramos de atividade pesquisados.O destaque de queda ficou com Veículos automotores (-4,6%) e Outros produtos químicos (-4,8%). A indústria extrativa caiu 3,4% frente a maio. Enquanto isso, Chile e México, tendo governos decentes e comprometidos com o desenvolvimento do país, continuam crescendo, deixando o Brasil na lanterninha da américa latina.

Aerolula e o Saneamento básico

Em cerimônia comemorativa ao centenário do 14 Bis, na cidade de Santos Dumont (MG), o tom de arrogância também esteve presente. O secretário-geral da presidência, Luiz Dulci, comparou o presidente Lula ao "pai da aviação". "O Brasil, após anos de estagnação, como se fosse um avião sem peças, guardado em um hangar, voltou a voar sobre a sombra do presidente Lula", disse o petista. Em sua metáfora, se esqueceu de citar um dado concreto incômodo à atual gestão: os R$ 154 milhões torrados na compra do Aerolula, feita sem concorrência. O valor gasto com a a aeronave - equipada com quarto de casal, banheiro com chuveiro e uma sala para o presidente - foi maior que todos os investimentos em saneamento em 2004.

quinta-feira, agosto 03, 2006

Autoritarismo e o novo golpe

Primeiro ele tentou criar uma agência para censurar os meios de comunicação, a Ancinav. Depois quis criar um Tribunal da Inquisição Jornalística para punir jornalistas e comentaristas cujas matérias não estivessem de acordo com os critérios do governo federal, o tal CFJ. A gota dágua foi a declaração dele, na terceira inauguração da plataforma de petróleo P-52. Lula, traindo até mesmo seu partido mostrando, que para ele o PT foi só uma forma de chegar ao poder, declarou que a constituição deve ser revista, mas não pelo congresso, e sim por uma constituinte. Este afirmou que o congresso não tem autoridade moral para revisar a constiuição. E quem tem? Essa constituinte nomeada por ele? Assim como ele nomeou Palocci, Henrique Meirelles, Dirceu e Humberto Costa para seus colaboradores? Essa idéia de constituinte com certeza foi tirada de Hugo Chavez que hoje preside uma ditadura disfarçada na Venezuela.

quarta-feira, agosto 02, 2006

Falando sobre saúde

À frente do ministério da saúde, o hoje candidato do PSDB ao governo de São Paulo, José Serra, promoveu uma revolução reconhecida internacionalmente. Reduziu à metade o número de mortes em decorrência da aids com um amplo programa de prevenção e distribuição gratuita de medicamentos. Também aumentou em mais de 50 vezes o número de pessoas atendidas pelo Programa Saúde da Família, passando de 1,1 milhão para 54,9 milhões de pessoas em mais de 4,1 mil municípios. A mortalidade infantil foi reduzida abaixo da meta estabelecida pela Organização das Nações Unidas, que era de 32 crianças mortas antes de completar um ano de idade para cada mil nascidas vivas. A taxa no Brasil caiu de 44,7 para 30,6. Enquanto isso, a marca do governo Lula é a promessa de construir farmácias populares - que não passou de jogada eleitoral - e o aumento da mortalidade de crianças indígenas.

Programa habitacional

Dar um teto a quem não tem onde morar. Essa sempre foi uma das prioridades de Geraldo Alckmin como administrador público. Em seu governo, mais de 1 milhão e 700 mil pessoas foram beneficiadas pelo programa de casas populares em mais de 600 municípios paulistas. São casas e apartamentos com 2 dormitórios, sala, cozinha, banheiro, lavanderia e bom acabamento. São Paulo tem hoje o maior programa habitacional da América Latina. São 220 mil casas e apartamentos populares entregues ou em construção.

Exemplo de ética

Ao contrário do PT, que não puniu nenhum dos mensaleiros, mesmo os confessos, e ainda pretente apoiá-los no próximo pleito. O PSDB deu um exemplo de ética ao expulsar o deputado Paulo Feijó, acusado de participar da máfia dos sanguessugas. Outros dois deputados deste partido receberam ultimato de 48 horas para apresentar defesa. Enquanto isso, o PT reluta em punir os seus corruptos de que participaram da máfia dos sanguessugas. Os dois deputados petistas e o ex-ministro da saúde Humberto Costa, continuarão candidados sobre os braços de sua legenda. Sem contar com os mensaleiros e conspiradores contra caseiros. É esse tipo de partido que queremos na presidência?

Farra no BNDES

Era tradição do BNDES, que seus representantes junto aos conselhos de administração das empresas que o BNDES tem participação, não fossem remunerados. O PT-Lula acabou com isso. Agora a farra é total. Sobre-salários para seus pelegos. Mais gente se agarrando nas mordomias.

Popularidade em São Paulo

Paulistas instigados a avaliar a administração de Alckmin à frente do governo de São Paulo, 76% aprovaram; 10,8% consideraram ótima e 65,2% avaliaram como boa. Para 18,5% dos entrevistados, o governo Alckmin foi ruim e 5,5% não sabem ou não responderam.

terça-feira, agosto 01, 2006

Escravos disfarçados de assalariados

Uma critica social forte que Jay Vaquer faz é algo que muitos não querem pensar. Ele canta em sua música sobre o cotidiano de um casal feliz e que eles têm escravos disfarçados de assalariados, diariamente humilhados. De certa forma, quem ajuda nessa situação é o governo Lula, que insiste em manter essa classe de trabalhadores às margens do direitos que os demais trabalhadores têm. A revogação do direito ao FGTS às empregadas domésticas é vergonhoso para um partido que se diz dos trabalhadores. A desculpa de que isso incentivaria a informalidade não pode ser utilizada, pois se fosse, deveria ser retirado o FGTS de todas as classes operárias para incentivar a formalização de empregos em todos os níveis. Cadê a igualdade de direitos? Fica óbvio que Lula só fez isso para beneficiar os brasileiros mais abastados em detrimento dos mais pobres.

Itamar cansou de hipocrisia

Até Itamar cansou da hipocrisia de Lula: Itamar não deixou transparecer sua decisão, mesmo tendo criticado Lula por ter defendido agora uma reforma política. "Não adianta um candidato depois de quatro anos dizer: ’Eu vou fazer reforma política’. Por que não fez antes? Vai dizer hoje que vai fazer reforma política no ano que vem ainda? Deveria ter sido a primeira coisa."