quarta-feira, novembro 01, 2006

Abusos da Polícia Federal

Jornalistas da revista Veja foram intimados para depor na Polícia Federal sobre a reportagem que trata da operação abafa. Eles foram tratados como suspeitos e não na qualidade de testemunhas. Isso porque a reportagem traz sérias acusações a membros da própria Polícia Federal. Policia FederalDurante o interrogatório o delegado Moysés fez acusações, ameaçou e constrangeu os jornalistas. Este orgão, por mais que tenha se mostrado competente em diversas operações começa a abusar de seu prestígio e de seu poder. A pergunta é: Quem regula a Polícia Federal?

A revista Veja publicou uma nota em seu site repudiando tal tentativa de calar a boca da imprensa brasileira, leia um trecho abaixo:

"A estranheza dos fatos é potencializada pela crescente hostilidade ideológica aos meios de comunicação independentes, pelas agressões de militantes pagos pelo governo contra jornalistas em exercício de suas funções e, em especial, pela leniência com que esses fatos foram tratados pelas autoridades. Quando a imprensa torna-se alvo de uma força política no exercício do poder deve-se acender o sinal de alerta de modo que a faísca seja apagada antes que se torne um incêndio. Nunca é demais lembrar: Pior do que estar submetido à ditadura de uma minoria é estar submetido a uma ditadura da maioria"

Leia a nota Abusos, ameaças e constrangimentos a jornalistas de VEJA na íntegra.

4 comentários:

Erick Elysio disse...

é a maravilha da liberdade de imprensa no Brasil! Queria ver se eles fariam parecido com a CArta Capital ou com a Agência Carta Maior...

Jacaré Doido disse...

Engraçado é que a FENAJ ficou quieta, já a Federação Nacional dos Policiais Federais emitiu nota criticando a atuação do delegado.

Passarim disse...

Tiago,


Ainda de ressaca, com a derrota, mas...vamos lá, a luta continua...Aparte, entra nessa briga a partir de um comentário de Thallis Valle.QUEREMOS A LIBERDADE PELA LIBERDADE

Obrigado pela visita no Aparte. Achei muito, mas muito interessante mesmo o seu artigo a propósito da regulação do acesso identificado a internet e entendo que está é uma oportunidade impar de darmos nossa contribuição no sentido de garantir a liberdade com responsabilidade, também, via net. Sou plenamente favorável a liberdade de comunicação em todos os sentidos e não gostaria de ver este nosso maravilhoso mundo sem fronteiras com regras que nos limitem. Este é um tema que interessa ao MDLN – Movimento Digital de Libertação Nacional.
Penso, como Jean-Paulo Sartre: "Queremos a liberdade pela liberdade e através de cada circunstância particular. E, ao queremos a liberdade, descobrimos que ela depende inteiramente da liberdade dos outros, e que a liberdade dos outros depende da nossa."
Nesse sentido gostaria, se te interessar, é claro, que elaborasse algumas sugestões a respeito do assunto.
Temos nesta oportunidade impar que contribuir e fazer constar do projeto nossas propostas. Para não ser cansativo, fica aqui o convite de aprofundarmos está discussão e de encaminharmos nossas sugestões ao Relator do Projeto Senador Eduardo Azeredo, aqui de Minas Gerais, com quem temos a liberdade falar e propor sugestões.
Contamos com sua participação. Abs. Jarbas

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Tiago:

Mas vai mesmo ser esse o crachá da polícia federal? rsrsrs

....oooO
....(....)... Oooo
.....)../. ...(....)
....(_/.......)../
..............(_/
....oooO
....(....)... Oooo
.....)../. ...(....)
....(_/.......)../
..............(_/


Desejo-te um óptimo fim de semana.
Um abraço,