terça-feira, outubro 03, 2006

Educação no governo Lula

Cristovam Buarque foi ministro da educação de Lula, contudo, todas as propostas dele foram recusadas pelo então presidente. Cristovam diz que Lula afirmava que ele estava indo com muita sede ao pote. De fato, ao contrário de Buarque, Lula mostrou-se não ter sede alguma na área de educação. Depois que FH conseguiu colocar 96% das crianças no colégio e aumentar o número de estudantes no ensino médio em 77%, Lula conseguiu fazer o número de crianças fora da escola voltar a subir. Além disso, por abandonar o Peti, programa de erradicação do trabalho infantil, essa prática voltou a crescer 10%, seguindo o contrário do que ocorria no governo tucano, quando caiu 28%. O caso é que o governo Lula só teve um projeto na área de educação, o ProUni, que apesar da abrangencia, atende em 50% faculdade com conceito D e E pela classificação do MEC. Além disso, por má administração o programa já começa a atrasar os vencimentos. Em alguns casos há até três meses de atraso. Há quem diga que trata-se de estratégia política de Lula: Manter o povo ignorante para que eles se identifiquem com o presidente.

6 comentários:

Serjão disse...

É capaz de ser estrtégia mesmo. mesmo o Cristóvão sendo meio devagar acho que ele não liga a mínima para a educação. É só ver quanto tempo as escolas federais ficaram em greve no mandato dele. Abs

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Tiago:

É sempre um grande prazer quando verifico que visitas o EG.
Sobre o teu artigo o que se me afigura dizer é que os cuidados em não gastar dinheiro na educação não foram os mesmos para o desvio de dinheiros corruptos para outros fins.

Um abraço,

Jacaré Doido disse...

Por quê Lula vai investir em educação? Seu eleitorado é justamente o que tem menor nível de educação. Já sua maior rejeição acontece com os mais esclarecidos. Educar esse povo pra quê? Pra nunca mais ser eleito? Ele é muito esperto e adorou ter poder, não investe em educação de jeito nenhum.

Passarim disse...

Tiago,

É este o socialismo do PT, nívelar por baixo, apedeuta vota em apedeuta. Abs. Jarbas

Saramar disse...

Oi Tiago, boa noite.

Claro que a sede do líder é apenas de poder, de preferência sem ter que se preocupar com coisinhas sem importância como a administração do país.
Um homem que se gaba de nunca haver lido um livro sequer não pode mesmo acreditar que a educação seja importante. E, você está certo, para ele, um povo educado seria veneno.

beijos e bom final de semana.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Tiago:

Desta vez é para te dizer que no Estados Gerais também temos um "Mensalão".
Aguardo a tua visita e comentário.
Bom fim de semana
Um abraço,