terça-feira, outubro 17, 2006

Estatização da Varig?

O PT defende que os setores estratégicos da economia devem ser estatais. E nesses setores inclui-se o setor de transporte aéreo. Com isso recai uma dúvida sobre o governo atual: Lula sempre defendeu a ajuda governamental à Varig, mas quando chegou ao poder preferiu ajudar o metrô na Venezuela do que ajudar a companhia brasileira. Não seria o caso do governo ter estatizado a Varig? A atitude do governo Lula com a empresa mostra claramente a demagogia do governo atual. É claro que sou contra a ajuda governamental e até a estatização, mas o PT diz que não. Apenas diz. Ou seja, Lula engana o povo quando diz que é contra privatizações.

9 comentários:

Colombina disse...

Acho que o Lula ganha porque durante o governo, ele só fez propaganda. O povo adora ver a criatividade das propagandas.

Passarim disse...

Tiago,
Olha o bode ai. Apesar de amigo, companheiro, ele é cabeludo, é bode velho, pé duro e mal cheiroso que estava na ante-sala do Gabinete do Presidente Lula. Mas o bode é tão mal cheiroso que até agora não arranjaram ninguém, nem para expiar o maldito bode. Por isso o Presidente Candidato tem dado expediente extra no Planalto. O problema é que enquanto o bode não fedia, era bem tratado por Lula e sua turma. Agora o bode, mau tratado e sentido saudades do seu criador Lula, onde tinha bom pasto no Planalto, onde atendia diariamente, teve seu sigilo bancário quebrado pela CPI. Eta bode danado, digo estimado. Abs. Jarbas

Star disse...

Chapundifórnio,

Lula mente assim que abre a boca, o apelido dele enquanto sindilacista era "mentira".

Infelizmente o povo brasileiro prefere ser enganado a ter que olhar a realidade em que vive, a propaganda é mais bonita, as novelas são mais bonitas...

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Tiago:

... e até teria razões acrescidas para o fazer dado que, no caso da Varig, se trata de uma companhia de "bandeira".
Para um país imenso como o Brasil não possuir uma companhia aérea credível deveria ser uma autêntica vergonha nacional.

Passa um óptimo fim de semana.
Um abraço,

Ricardo disse...

Lula abre vantagem sobre Alckmin de 22 pontos, diz Datafolha

Publicidade

da Folha Online

A vantagem do presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) sobre o adversário Geraldo Alckmin oscilou de 19 pontos para 21 pontos, segundo pesquisa Datafolha divulgada na noite desta terça-feira pelo "Jornal Nacional". A pesquisa foi encomendada pela Folha e pela TV Globo.

A taxa de intenção de voto em Lula oscilou de 57% para 58%. Já a taxa de intenção de voto em Alckmin oscilou de 38% para 37%.

Considerando apenas os votos válidos --excluindo brancos, nulos e indecisos--, o candidato do PT à reeleição tem 61% contra 39% do ex-governador de São Paulo. Na pesquisa anterior, Lula tinha 60% dos votos válidos e Alckmin, 40%. Com isso, a vantagem de Lula sobre Alckmin subiu/oscilou de 20 pontos para 22 pontos nos votos válidos.

O Datafolha entrevistou 7.218 eleitores em 347 municípios. A pesquisa foi registrada no TSE (Tribunal Superior Eleitoral).

Passarim disse...

Tiago,

Se esquecer de dizer que o Lula privatiza nomeando amigos e aliados para cargos nas estatais, doa refinaria de petroleo para amigo presidente boliviano, né não.
Outro assunto. Alcinéa Cavalcante, você se lembra, la do Amapá, perseguida pelo Sarney. Hohe, ela é a única jornalista blogueira brasileira em destaque internacional, entre 10 no mundo inteiro, na disputa pelo The Best of the blog reporter, está no Aparte. Vamos ajudá-la. Jarbas do Aparte.

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Tiago:

Bom, sobre esta matéria não há qualquer outra alternativa.
Quem disser o contrário mente.

Agora que a "corrida" terminou, masi só daqui a 4 anos.
Aguardo pela tua apreciação lá no Estados Gerais sobre a eleição presidencial.

Um abraço,

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Tiago:

Bom, sobre esta matéria não há qualquer outra alternativa.
Quem disser o contrário mente.

Agora que a "corrida" terminou, mais só daqui a 4 anos.
Aguardo pela tua apreciação lá no Estados Gerais sobre a eleição presidencial.

Um abraço,

José Alberto Mostardinha disse...

Viva Tiago:

Bom, sobre esta matéria não há qualquer outra alternativa.
Quem disser o contrário mente.

Agora que a "corrida" terminou, mais só daqui a 4 anos.
Aguardo pela tua apreciação lá no Estados Gerais sobre a eleição presidencial.

Um abraço,