segunda-feira, maio 14, 2007

O presidente está acima da lei?

Numa animada conversa de bar, entre discussões teológicas, biológicas e sem lógicas, surgiu o assunto sobre a ameaça de impedimento que ocorreu ano passado no governo Lula. Meus amigos de esquerda (Todos são, pois no Rio de Janero defender qualquer idéia liberal é crime, vide a ditadura estatizante que tivemos entre 64 e 86, e que cujos ideais se replicam agora no governo lula) concordaram entre si que na época tentaram usar as leis como muleta para derrubar o grande líder Lula.

Só para recapitular, ano passado Lula infringiu aos olhos pasmos de todos a lei que proíbia que uma medida provisória não pode ser reeditada caso seja recusada pelo congresso nacional. Parece uma coisa pequena, mas permitir que o poder executivo legisle sem o consentimento do poder legislativo é o mesmo que um golpe. A permissão disso pode criar uma jurisprudência para futuros atos mais arbitrários ainda, como por exemplo um "cala-boca" à imprensa, que os governo Lula tanto tem defendido.

Assim, me causa espanto ver que a opinião de muitos é que as nossas leis não devem ser aplicadas quando é contra o Lula. É uma atitute típica da visão latino-americana que credita suas esperanças mais em grandes líderes do que no trabalho contínuo e na força de instituições que fiscalizam-se entre si.

2 comentários:

Kozel® disse...

A total permissividade que o Congresso,a sociedade,e as instituições, permitiram
ao beócio se manter no poder, e inverter todos os padrões éticos e morais existentes neztepaiz

Patrício no Pilar disse...

Prezados Serjão e Tiago...

Ciro de fato empenhou-se bastante pelo aumento de salário dos deputados...e , serjão, quando o dinheiro é dele não abre mão não. Quando é dos outros ele tergiversa... quanto à suposição de ele me pagar mesmo Patrícia Gomes tendo ganho aquelas eleições de 2000 acho mesmo remota a hipótese... e se eu fosse receber ia ter muito trabalho com bem vc lembra