domingo, julho 30, 2006

Sistema telebrás

Uma das maiores vantagens da privatização das telecomunicações foi ter eliminado o risco de mais corrupção no governo, caso a Telebrás e suas 27 subsidiárias continuassem estatais. Não fossem privatizadas, todas as teles estariam hoje, com certeza, nas mãos do PT e demais partidos da base governamental. Esses partidos ocuparam, de fato, todos os espaços das empresas públicas, com muito maior voracidade do que em governos anteriores. Imagine, leitor, a farra que seria para o governo do PT dispor do velho Sistema Telebrás, com mais de uma centena de cargos de diretoria para serem barganhados.

6 comentários:

PT NUNCA MAIS disse...

Imagina a festa que seria. É impressionante a capacidade que este pessoal do PT tem de aparelhar o Estado. Em cada uma estatal que eles colocam alguém tira de lá uma quantia razoável de dinheiro para financiar sua pretensão totalitária. Vamos dar um basta nisto.

Bela Caleidoscopica disse...

é...estariam nadando a largas braçadas!
Essa petização das estatais dá enjôo.
Beijo

Ricardo disse...

Olha aqui: existe um problema conceitual na história contada por vocês. Lembrem-se primeiramente que nos 8 anos de FHC o estado foi desaparelhado para cumprir suas funções básicas. Veja o exemplo de SP, em que a incompetência administrativa, misturada com descaso expuseram a população ao domínio da bandidagem... Vamos lembrar tb, moçada, que um Roberto Jefferson da vida – o predador – foi um excelso represetnate da base de apoio de FHC. "Mensaleiros" – como vcs se referem a PL e PTB eram partidos da base de FHC. Agora, não me venham com histórias da carochinha de que antes não havia petqueiros e quetais, que o povo não cai nesta esparrela.
E mais: vamos acabar com hipocrisia, somos grandinhos: todos os partidos querem permancer o maior tempo possível no poder. Tem uns que são capazes até de comprar o INSTITUTO DA REELEIÇÃO, altrando as regras do jogo – enquanto o jogo era jogado – para conseguir seu intentos malévolos. Deu no que deu.
Last, but not least, um governo que batia no peito para bradar que "o Brasil tem rumo" privateou mais de 70 estatais e, mesmo assim, multiplicou por 10 a dívida externa. Tudo em nome de um "estado menor, mas competente". Reflitam sobre isso, ok?

Tiago Albineli Motta disse...

Ao contrário, a divida externa brasileira cresceu 182 bilhões no periodo FH, enquanto no período Lula cresceu o triplo. Isso porque na era FH o governo federal assumiu as dividas estaduais. Dados estatisticos errado só fazem iludir os petistas.

Tiago Albineli Motta disse...

A diferença entre os governos FH e Lula na questão da corrupção, é exatamente por que quando descobertos indicios de corrupção no governo FH, afastava-se logo o acusado para evitar que este utilizasse a maquina publica em favor. No caso dos amigos de Lula, eles até viravam ministros para não poderem ser julgados. É o caso de Henrique Meirelles.

Anônimo disse...

E vejam só... Estão reativando (R$$$$) a TELEBRÁS a pretexto da inclusão digital, ao mesmo tempo que surgem protestos petistas em São Paulo contra estudos no sentido de algumas privatizações. Pois é: Telebrás "rides again", agora sob a batuta do PT. Que festa, hem?
Levy