quinta-feira, setembro 14, 2006

Esquerda no retrovisor

O que se chama de esquerda hoje? É o antiamericanismo e a antiglobalização e o Estado. Isso nunca foi esquerda nem aqui nem na China. Isso antigamente se chamava de populismo. Os países que tem uma esquerda mais consistente, que são o Uruguai e o Chile, não são assim. O contrário, o Uruguai quer fazer acordo direto com os EUA. Eles fizeram uma atualização do pensamento. O que não pode é ficar pensando com a cabeça no retrovisor, o olhar no retrovisor, no terceiro-mundismo, isso não funciona.

Um comentário:

Colombina disse...

Por um tempo li a coluna de Olavo de Carvalho no Diário do Comércio toda segunda-feira. Ele escreve de Washington e dizia que o Brasil não possui mesmo é DIREITA. Segundo ele há muita igualdade entre as propostas da direita brasileira e da esquerda norte-americana. Como se os partidos brasileiros de direita fossem uma esquerda menos burra. Por isso acabo gostando do povo de direita.