quarta-feira, abril 04, 2007

Propaganda sim, eficiência não

A seis meses atrás quando foi iniciada a crise aérea, o governo Lula criou um gabinete para resolver o problema tendo a ministra Dilma como poderosa chefona, função parecida com a que teve Pedro Parente na crise do apagão energético do governo Fernando Henrique. A diferença é que o gabinete de Pedro Parente foi rápido e eficiente em acender as luzes, como já foi descrito no texto diferenças entre os apagões brasileiros. Dilma Roussef até então visto como uma ilha de eficiência no governo Lula mostrou finalmente sua verdadeira face, a face da incapacidade.

Nenhum controlador de vôo foi treinado durante o período. E ao que parece não foi por falta de dinheiro. Veja por exemplo, que o governo tem 250 milhões de reais sobrando para criar uma estatal, o lula channel, que provavelmente vai custar bem mais. O próprio PAC que nem mesmo foi aprovado no congresso ainda já possui propaganda na TV, com valor de 7,8 milhões de reais. O ano de 2006 então foi o recorde em gastos com propaganda, como pode ser visto no Lula, o garoto propaganda. Ou seja, dinheiro tem, mas é utilizado para propaganda, não para resolver os problemas nacionais como é o caso da crise aérea.

A ministra Dilma, vista como uma das presidenciáveis do PT e escolhida para ser a grande mentora da melhoria da infra-estrutura do Brasil no governo Lula, já começa mal, deixando escapar uma crise anunciada, prevísivel e re-anunciada. Enquanto isso, o presidente perdido por total uma incapacidade administrativa, infringe a lei e desinfringe, gerando conflitos com a aeronáutica, sem o menor planejamento e estratégia.

3 comentários:

CAntonio disse...

Mas.... Não foi por falta de Planos e Programas que a coisa não deu certo. Elles sempre têm um programa pronto para qualquer coisa: ligam para o publicitário de plantão e pronto. O grande entrave é colocar o plano em ação: um pequeno detalhe que será sanado até o quinto mandato de Lulla.

É simples, basta que tenhamos um pouco de paciência, uai!

SDS

Anônimo disse...

MINISTÉRIO DA JUSTIÇA
GABINETE DO MINISTRO
PORTARIA Nº 1.600, DE 22 DE AGOSTO DE 2005

O MINISTRO DE ESTADO DA JUSTIÇA , no uso de suas atribuições legais, com
fulcro no artigo 10 da Lei nº. 10.559, de 13 de novembro de 2002, publicada
no Diário Oficial de 14 de novembro de 2002 e considerando o resultado do
julgamento proferido pela Primeira Câmara da Comissão de Anistia , na sessão
realizada no dia 16 de março de 2005, no Requerimento de Anistia nº
2003.01.17634, resolve:
Reconhecer a condição de anistiado político de HERMANO DE DEUS NOBRE ALVES,
concedendo-lhe as reparações econômicas, de caráter indenizatório, em
prestação única pela cassação de seu mandato de Deputado Federal e suspensão
de seus direitos políticos por 10 (dez ) anos, no valor correspondente a
300 (trezentos) salários mínimos, equivalente nesta data a R$ 90.000,00
(noventa mil reais), e em prestação mensal , permanente e continuada, pela
perda de emprego de Jornalista , no valor de R$ 14.777,50 (quatorze mil,
setecentos e setenta e sete reais e cinqüenta centavos), em substituição à
aposentadoria excepcional de anistiado político, proveniente do beneficio
do INSS nº 58/1103022854, sendo que, os efeitos financeiros retroativos
incidirão somente na diferença entre o valor concedido e o valor de R$
2.095,54 (dois mil, noventa e cinco reais e cinqüenta e quatro centavos),
que já percebe, totalizando o valor de R$ 12.681,96 (doze mil , seiscentos e
oitenta um reais e noventa e seis centavos), com efeitos retroativos de
16.03.2005 a 07.02.1992, perfazendo um total indenizável de R$ 2.160.794 ,62
(dois milhões, cento e sessenta mil, setecentos e noventa e quatro reais e
sessenta e dois centavos), nos termos do artigo 1º, incisos I e II c. e
artigos 4º, § 2º., e 19 da Lei nº 10.559, de 2002.

MÁRCIO THOMAZ BASTOS

QUEM É ESSE HERMANO?
HERMANO DE DEUS NOBRE ALVES, chefe do MLST que liderou o
"quebra-quebra" na Câmara dos Deputados !

PS: Espalhem para o maior número de brasileiros. Eles têm que saber o que o
Márcio Thomaz Bastos fez como Ministro

Passarim disse...

Tiago,

Espero que tenha tido um domingo de pascoa bem achocolatado. Estou abismado com a cara de pau de nosso presidente que não entendeu porque os aeroportos estiveram vazios neste feriadão. Abs do Jarbas do Aparte.