terça-feira, outubro 14, 2008

Boataria contra Gabeira

Algumas explicações sobre os boatos que a campanha de Eduardo Paes têm espalhado sobre Gabeira.

1) Sobre ele ter sido guerrilheiro isso é inegável. Gabeira lutou contra a ditadura, e era comunista assim como grande parte dos políticos de hoje. Inclusive Fernando Henrique, Lula, Dilma Roussef, Sérgio Cabral e José Serra. No caso, a forma como Gabeira lutou contra a ditadura foi parecida com a dos que hoje se encontram no poder, Dilma e Marco Aurélio de Melo são dois poderosos ministros que também praticaram atos guerrilheiros e de sequestros. A grande diferença é que hoje ele reconhece que a luta pelo comunismo não era certa, e que a forma como lutou estava errada. O fato é que os tempos eram outros, a ditadura era insuportável e era o auge da polarização esquerda e direita. Se Eduardo Paes fosse presente na época provavelmente agiria como age hoje em dia. Se aliaria ao mais poderoso do momento para conseguir algum emprego público e então ganhar uns trocados e um pouco de fama. Apoiaria sem sombra de duvidas a tortura, e isso ficou evidente no debate da Band, onde ele declarou que achava certo que militantes de outros partidos fossem espancados em público, desde que tivessem alguma ficha suja. Pode parecer estranho isso pra quem não conhece Eduardo Paes, mas para quem é da Zona Oeste e o conhece sob o apelido de Dudu das milicias, essa declaração foi normal.

2) Sobre a atuação de Gabeira como deputado federal, não tem como falar mal. Muitos acreditam que ser do poder legislativo é apenas aprovar emendas que garantam um graninha pra se auto promover no devido curral eleitoral. Isso é resultado de um pouco de ignorancia sobre o funcionamento do Estado. Gabeira nesses anos todos se pautou em aprovar diversos projetos de lei e reformas que hoje ajudam o Brasil. Sempre deixando de lado o medo de perder popularidade ao votar a favor do Brasil e não de pequenos grupos de cidadãos que poderiam lhe garantir eleições. Enquanto toda a esquerda era contra o Real, ele foi a favor. Enquanto toda a esquerda foi contra o Proer, ele foi a favor e hoje vemos o quão necessário foi este programa, vide a crise nos Estados Unidos. Enquanto a esquerda era contra a universalização da telefonia ele foi a favor. Lutou contra o poder da Petrobras na época dos grande vazamentos de óleo, o que obrigou a empresa a impedir que novos desastres acontecessem. Esses são só alguns exemplos da atuação dele em defesa dos interesses dos brasileiros. Não tem do que reclamar da atuação dele na câmara. Tanto ele como Eduardo Paes foram ótimos deputados federais. A diferença é que hoje Eduardo Paes tem vergonha da própria atuação, e isso muito me decepciona pois votei nele para este cargo e tinha orgulho do trabalho dele na CPI dos correios. Se ele tem vergonha, significa que ele acha que é errado investigar a corrupção do executivo e do legislativo. Pra mim, achar que isso errado é que é uma vergonha.

3) Muitos têm me dito que não votam no Gabeira porque ele defende a legalização da maconha. Em primeiro lugar, nem prefeito, nem governador, e nem mesmo presidente têm o poder de legalizar a maconha. Em segundo, Gabeira é a favor, mas não no momento atual. Ele reconhece que somente num futuro em que a sociedade estivesse preparada isso seria possível. É a mesma opinião de Sérgio Cabral, que logo que se elegeu governador levantou a bandeira dessa discussão se dizendo favorável a legalização. Só pra lembrar, Sérgio Cabral é o padrinho político de Eduardo Paes no momento. Digo no momento pois Eduardo Paes troca de padrinho e de partido a toda hora, conforme pode lhe ser conveniente para ganhar um cargo melhor e uma graninha a mais.

4) Outra boato que vem sendo espalhado por Eduardo Paes é sobre as preferências sexuais de Gabeira. Dois são os motivos: A famosa foto dele de tanguinha e o fato dele ser a favor dos direitos civis dos homossexuais. Gabeira desafia os conservadores e defende o princípio de que cada pessoa tem o direito sobre sua própria vida e que deve buscar a felicidade como bem quiser desde que não atrapalhe a liberdade alheia. É por isso que defende os direitos civis dos homossexuais, mas nem por isso é. Ele é casado e tem duas filhas. Não há sequer qualquer história ou boato envolvendo ele com outros homens, ao contrário de Eduardo Paes. Não que isso seja errado, mas é que é mentiroso. Eduardo Paes têm espalhado essas mentiras, mas o telhado dele é de vidro.

5) Eduardo Paes tem a todo momento tentado colar a imagem da gestão de Cesar Maia à candidatura de Gabeira. Isso porque tendo sua candidata derrotada, era natural que o atual prefeito não apoiaria um traidor para prefeito. Mas apoio é diferente de aliança. Não há a participação direta do apoiador na gestão do prefeito que se elegerá. Além disso qualquer que seja o prefeito que se eleja precisará do apoio do DEM, que é o partido que mais elegeu vereadores na câmara. Portanto este apoio é muito importante. Quando dudu das mílicias fala mal desse apoio ele está dando um tiro no próprio pé, pois apesar dos muitos problemas, a gestão de César Maia foi muito boa. Basta comparar o Rio de Janeiro de antes e o de hoje. As contas públicas estão todas em dia, e os funcionários são muito melhor tratados do que por exemplo os funcionários do estado, que é governado a mais de 12 anos pelo PMDB de Eduardo Paes. Trocar uma administração ótima como a atual por uma péssima como a que é feita no Estado do Rio não é uma boa troca, mas mesmo assim Eduardo Paes fica bradando contra a atual gestão aproveitando a onda anti-cesar-maia que assola o Rio por causa da cidade da música. Os funcionários da prefeitura é que devem ficar apreensivos, pois Eduardo Paes trará não como apoio, mas como aliança, com cargos e secretarias, a horda de PMDBista do Garotinho.

6) Nos poucos debates que tivemos nesse segundo turno a pergunta sobre fidelidade partidária foi feita com intensão de colocar Gabeira no mesmo barco que Eduardo Paes. Gabeira trocou de partido apenas uma vez. Foi para o PT no ano da eleição de Lula, quando havia uma grande onda pró Lula. Até eu votei nele. Era um ano de esperança. Tendo começado o governo Lula e vendo tantos problemas dentro do partido e do governo, Gabeira saiu do PT, pois não poderia manter-se num partido com tantos desvios éticos. Normalmente, os políticos fazem o contrário, saem dos partidos que estão em baixa para entrar nos partidos que estão em alta. Exatamente como fez Eduardo Paes que recentemente entrou no PMDB pra conseguir o apadrinhamento de Sérgio Cabral pra virar prefeito. Dudu das milícias têm lançado boatos dizendo que Gabeira foi para o PT para conseguir se eleger deputado federal. Pura mentira aproveitadora da ignorancia alheia, Gabeira sempre teve uma ótima votação, e seguindo o voto proporcional, é muito mais fácil pra ele se eleger em um partido pequeno para eleições legislativas. No caso, como foi o mais votado do Rio de Janeiro, não foi o PT que o ajudou a se eleger, foi ele que ajudou a eleger mais petistas. Assim, pode-se ver que Gabeira, tirando o desvio do ano Lula, Gabeira sempre foi fiel ao seu partido. Já Eduardo Paes, até hoje não sabemos se ele é verde, democrata, social democrata ou salada-mista (PMDB). Aliás, não sabemos nem mesmo se ele é a favor ou contra Lula e Sérgio Cabral. Cada dia uma opinião diferente, sempre buscando ganhar um carguinho melhor.

7) Depois que Eduardo Paes foi massacrado no debate de O Globo onde estava uma pilha de nervos, com um ar derrotado, o candidato resolveu se fixar na história da "visão suburbana" que Gabeira teria atribuído à vereadora Lucinha a propósito do aterro sanitário de Paciência. Numa conversa telefônica privada e informal, interceptada por jornalistas, Gabeira caracterizava uma visão limitada da parlamentar sobre um problema que afeta toda a cidade e pode resultar numa tragédia como a de Nápoles. É uma colocação análoga a uma critica eventual a um comportamento "elitista de zona-sul" ou "bairrista de barra-tijucano", que critica essas visões bairristas limitadas mas, naturalmente, nada tem a ver com uma discriminação preconceituosa e generalizada contra "suburbanos" como tenta fazer crer a propaganda negativa de Paes. Na verdade, o preconceito parte diretamente do candidato Eduardo Paes, indicando que ser chamado de suburbano é uma ofensa, quando para Gabeira é na verdade uma virtude. Além do que, mostra que Dudu das mílicias tenta a todo tempo criar um racha na cidade, enquanto Gabeira pretende ser um prefeito de todos os bairros, unindo todas as áreas do município.

3 comentários:

Thainá disse...

Eu concordo com o texto acima , acho que Eduardo paes não tem as melhores propostas , e se esconde atras de alfinetadas relacionado a Gabeira .
Mas sinceramente eu não sei se Gabeira consiguirá ser eleito , as pessoas não estruidas , ainda acreditam que ele irá legalizar a maconha , o argumento mais forte relacionado a Fernando .
já pessoas instruidas , sabem que seria simplismente impossivel legalizar a maconha , nos dias de hoje .Agora que legalizar a maconha seria uma boa opção , é claro , mais seria suicidio .

Tiago Albineli Motta disse...

É verdade Thainá, por isso é importante conversar com as pessoas explicando que prefeito não tem poder de legalizar maconha, e ele nem mesmo tem esse intuído, somente num futuro em que o Brasil estivesse educacionalmente preparado.

Féfis disse...

É uma ignorância relacionar Gabeira com a maconha. Se as pessoas realmente se interessassem em ouvir o discurso dele, jamais falariam isso. Fora q esse Paes é um FDP! Quem se associa com bandido é tão bandido quanto! A diferença é quem tem mais dinheiro.
Um abraço e obrigada por divulgar essas informações! Só me ajudou a confirmar meu voto no Gabeira!!! Domingo que vem é 43!!!