domingo, agosto 20, 2006

Avaliação do governo Lula

Na área econômica, agiram com responsabilidade. O que foi definido em 1999 ficou: câmbio flutuante, superávit fiscal, Lei de Responsabilidade Fiscal, definição da taxa de juros em função de uma meta de inflação. No que diz respeito à abertura da economia, nós paramos. Na negociação comercial, não fizemos nada. Minha avaliação não é negativa nessa área. Na área social, o Bolsa-Família juntou o que já havia antes, mas tirou o nervo. Quando se faz um programa dessa natureza, não é só dar o dinheiro. É dar dinheiro para melhorar. Mas os requisitos diminuíram. Na saúde, não houve nenhum avanço importante. Na Previdência, o déficit é preocupante. A média de salário mínimo real do governo Lula, tirando esse último, é igual à do governo Fernando Henrique. Lula aumentou no último ano para ter impacto eleitoral. É uma esperteza. Não tenho uma avaliação negativa no conjunto das coisas. Acho que faltou comando, faltou rumo, mais eficiência na administração. Critico muito o aparelhismo de Estado, a nomeação indiscriminada. E esse sentimento de verdadeiro ou falso, de desorganização e de corrupção.

2 comentários:

Passarim disse...

Tiago,

Os seus posts coloca um boa discussão e sua participação é importante, mas vc também poderia ajudar mais linkando a pagina do MDLN ao blog. Contamos com vc. Abração do Jarbas

Anônimo disse...

Mingana Kewgosto

Mantiveram o que funcionava, com um pouco de maquiagem, nao mexeram no que nao entendiam = economia ( vide o ministro de boston). Adaptaram certos programas. O fome zero nasceu de novo nas propagandas eleitoras como sendo o bolsa familia. Um pouco de esperteza = bolsa familia sem vinculo a escola. Como diria Jeca Tatu = estudar dah uma preguica. Preguica Total, a nova era do Brasil.