segunda-feira, agosto 07, 2006

Juiz do PT?

Lendo umas matérias antigas de jornal, achei umas curiosas sobre o inicio do governo Lula. Como todos sabem os juízes do supremo tribunal federal são indicados pelo presidente para posterior apreciação do senado. É costume, que o presidente em exercício indique juízes que possuam ideologias parecidas com as de seu partido. Contudo, nunca eram indicados pessoas que em nada tinha a ver com o poder judiciário. Lula, em sua ânsia por poder indicou nada menos que Tarso Genro e mais outros dois deputados petistas para o cargo de juiz do supremo federal. Chega a ser rídicula a tentativa de bananização de nossa república por parte deste presidente.

9 comentários:

Bela Caleidoscopica disse...

É...isso é só a pontinha do iceberg.
Eu que tô mais perto do que eu gostaria dessa barbarie toda, te digo com certeza: houve uma petização generalizada de todo e qualquer serviço público no Brasil. E, tirando pelo ex. do exmo sr. pres. da rep., imagine o nível de excelência que nos foi imposto!
Lamentável, meu caro, pra dizer o mínimo!
beijo

José Alberto Mostardinha disse...

Viva:

...e você sabe se ele tinha mais alguém disponivel que não esteja a mamar de um qualquer outro orgão?

Mais uma amiga visita...
como não podia deixar de ser,
E novo artigo no Estados Gerais,
Onde o teu comentário gostarei de vêr.

Um abraço,

Tiago Albineli Motta disse...

Senhor Mostardinha, obrigado por lembrar.
Esquecia de mencionar isso.
Realmente existiam dezenas de quadros técnicos da área jurídica em pauta para que Lula escolhesse. Contudo, ele preferiu escolher pessoas totalmente fora dessa área, com o único objetivo de dominar o poder judiciário. Felizmente o Senado não permitiu isso.

Aluizio Amorim disse...

Mas não se iluda. Lula, o PT e seus sequazes não desistiram de aparelhar tudo. Num eventual segundo mandato - que não acredito - farão uma política de terra arrasada, pode ter certeza.

Aluízio Amorim
http://oquepensaaluizio.zip.net

Ricardo disse...

Tá difícil encontrar o que reclamar, já que o país segue em céu de brigadeiro, desenterre-se uma fofoca antiga sobre uma possibilidade aventada.
Vamos debater duas coisas importantes?
1) Brindem-nos com comentários sobre a "traulitada" que o William Bonner e a Fátima Bernardes, do JN, deram no seu candidato, desmontando a farsa do "com moral" Geraldo Alkimin?? Até que enfim alguém na mídia pra dizer olho no olho que ele não tem autoridade para criticar os erros do governo Lula.
2) CNT/Sensus? Vamos comentar? Ou será que o Chapu vai desistir desta vida de "blogueiro-oposicionista" agora que o barco dele faz água por todos os lados? Vale um post esta notícia, meu caro? Ou pesquisa é tudo mentira, como quis o senador Álvaro Dias, agora há pouco na tribuna do senado??

Tiago Albineli Motta disse...

Senhor Ricardo,
Realmente o Jornal Nacional foi duro com Alckmin na entrevista. Ainda bem que ele foi muito bem, explicando tudo que tinha que explicar. Infelizmente, não houve tempo suficiente para ele mostrar suas propostas, mas esse tempo há de chegar.
Também é com triteza que recebi essa noticia sobre a pesquisa. Mas isso não muda em nada meu voto. O que poderia mudar meu voto são fatos concretos e propostas melhores que o candidato tucano.

Tiago Albineli Motta disse...

Senhor Ricardo,
Também quero aproveitar para agradecer sua presença aqui no Blog. É sempre bom termos alguém com quem debater. Afinal de contas, com certeza uma coisa ambos temos em comum: Queremos o melhor para o Brasil. A diferença é o que achamos o que é melhor.

Anônimo disse...

será que a diferença entre vocês não seria o que vocês acham que é "Brasil"? eu, como o sr. Ricardo, acho que Brasil é muito mais a imensa maioria pobre que forma a base da pirâmide do que uma pequena pseudo-elite, cada vez mais vazia, fútil, sem caráter.

quem tem olhos pra ver não tem muita dificuldade em discernir o que é o melhor para esse Brasil ainda tão carente, basta comparar o que foi feito por ele no governo lula e o que (não) foi feito nos oito anos que a tucanada teve sua chance...

Tiago Albineli Motta disse...

O governo Fernando Henrique implementou os três maiores programas sociais que já tivemos. A estabilidade financeira e as revoluções na educação e na saúde.